Um bom projeto de arquitetura precisa de um gerenciamento de obra, caso contrário, o plano não sairá como foi estudado e planejado em uma das diversas etapas do projeto. É preciso que todas as etapas sejam realizadas de forma criteriosa e feita com pessoas experientes para que saía de forma perfeita.

Um projeto de arquitetura envolve diversos momentos: o programa de necessidades, a visita ao local, o estudo de viabilidade e preliminar, projeto de ação e executivo. A coordenação só irá acontecer de forma correta se todos esses processos estiverem adequados.

Mesmo assim, se durante o andamento do gerenciamento da obra, que consiste na administração de tempo, recursos e equipe, não for feita uma coordenação correta. Todo o projeto de arquitetura pode ir por água abaixo.

Começar e concluir um projeto de arquitetura sem problemas é o desejo de todos, mas para que isso seja feito com planejamento e a devida administração, é necessário ter organização.

A primeira vantagem do gerenciamento do projeto de arquitetura é o controle financeiro. É fundamental lidar com as anotações de materiais, o que é usado e precisa ser reposto, para não existir surpresas, principalmente imprevistos de saber para onde foi determinado material. Que é um dos maiores erros em uma gestão de projeto.

Vantagem de gerenciar totalmente um projeto de arquitetura

A maior vantagem é a antecipação de problemas, uma previsão de possíveis circunstâncias ruins e assim é possível ter uma rápida solução deles e ainda ter organizado qual é o respaldo para essas situações.

Com um planejamento prévio é viável ainda ter uma redução dos gastos de obra. Porque orçar melhores materiais e profissionais com antecedência traz economia a curto e a longo prazo.

Leia mais: 5 vantagens de ter um bom gerenciamento de obra

Como é feito o gerenciamento de obra

Ele pode ser administrado em três etapas: o planejamento da obra, gerenciamento do pessoal e execução.

Na primeira etapa é possível ter em conjunto todo o projeto de arquitetura com o gerenciamento de obra, e todo esse primeiro processo é mais fácil de ser realizado, o que pode poupar tempo e dinheiro.

Já são pontuados os objetivos da obra, quais são as possíveis adversidades, todos os orçamentos, cronogramas, necessidade de serviço terceirizado, verificação de quem irá trabalhar na obra e prevenção de acidentes e outros imprevistos que possam surgir.

Na segunda fase é feita a capitação de toda a mão de obra e em alguns casos a qualificação necessária para aquele determinado projeto de arquitetura em pouco tempo. Então neste ponto é preciso decidir se será mais vantajoso contratar pessoal capacitado ou treinar outros profissionais.

Na terceira passo, é o início da execução de obra, é preciso verificar determinadas situações, como perda de produtividade em certos processos, entrada e saída de material, tempo de trabalho por dia, rendimento, padrão de qualidade da obra, o quanto foi gasto e a prestação de contas.

Projeto de arquitetura e o gerenciamento de obra

Por todos esses motivos citados acima que é preciso combinar de forma muito assertiva quem irá gerenciar o projeto de arquitetura, e como todo esse processo será feito.

Share This